Picos(PI), 14 de Agosto de 2020
POLITICA EM PAUTA

Nerinho desce do palanque de Gil se Walmir subir

Em: 12/08/2020
P40G-IMG-b0c1e36182aa6e30bad.jpg
Picos 40 Graus
Desde meados do ano passado que o deputado estadual José Icemar Neri, o Nerinho (PTB), vem declarando que o seu candidato a prefeito de Picos na eleição deste ano seria "escolhido" pelo atual, José Walmir de Lima. "Ele é quem escolhe meu candidato. Quando ele escolher o dele, eu escolho o outro, ou seja, o lado que ele estiver, sem dúvida estarei do lado oposto" - pregava. E mesmo após firmar compromisso de apoiar a pré candidatura do ex-prefeito Gil Paraibano (Progressistas), podendo inclusive indicar seu pai, José Neri como vice, o deputado picoense continua com o mesmo discurso. Hoje, quarta feira (12), durante sessão da Assembleia Legislativa, Nerinho foi curto e grosso quando perguntado pelo jornalista Pedro Alcântara, da Tv Antena 10, qual seria sua posição caso o ex-vigário de São José Operário passasse a apoiar a candidatura de Gil: "É ele (Walmir) subindo no palanque e eu descendo" - respondeu sem querer mais conversa.

Justiça autoriza saída de Michel Temer do Brasil

Em: 11/08/2020
P40G-IMG-95a09ed248ee5be0fdb.jpg
Foto: Divulgação
A Justiça Federal autorizou a saída do país do ex-presidente da República Michel Temer. Ele foi nomeado pela Presidência da República para integrar uma missão humanitária ao Líbano, onde uma explosão, ocorrida na semana passada, deixou dezenas de mortos e feridos. O período da viagem será de 12 a 15 deste mês. A informação foi confirmada por Eduardo Carnelós, advogado do ex-presidente. Filho de libaneses, Temer é réu em dois processos relacionados à Operação Descontaminação, por isso precisa de autorização judicial cada vez que tiver que sair do país. A autorização foi concedida pelo juizo da 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro. (ABr)

Temer chefia missão ao Líbano e acha que Brasil pode ajudar na pacificação

Em: 10/08/2020
P40G-IMG-0dd5108e5149701f27c.jpg
Foto: Divulgação
O ex-presidente Michel Temer foi convidado pelo atual, Jair Bolsonaro, a chefiar uma missão que levará alimentos e medicamentos à capital libanesa, Beirute, arrasada por uma explosão em sua região portuária. À Rádio Bandeirantes, Temer disse que uma ação conjunta entre Brasil e França poderia amenizar o conflito político vivido no Líbano. “Acho que o Brasil ao lado da França poderá exercer o papel de mediação, com vistas à pacificação e unidade do Líbano. Uma coisa que muito necessita aquele país”. Réu em processos com trâmite em Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro, Temer precisou fazer o pedido de liberação de seu passaporte à Justiça. Recentemente, o ex-presidente foi convidado a participar de eventos na Universidade de Oxford e em Salamanca, na Espanha, nas ocasiões, teve liberação do documento para viajar. (Com informações do Diário do Poder)

Mourão diz que países europeus não cuidam das próprias florestas

Em: 08/08/2020
P40G-IMG-6b7743894ff8aa84f26.jpg
Foto: Divulgação
Hamilton Mourão reforça discurso do Governo e, ao ser questionado sobre a Amazônia, diz que países europeus não cuidam das próprias florestas. O vice-presidente da República deu as declarações na última sexta-feira (8) durante um debate transmitido pela internet com o ex-ministro da Defesa Aldo Rebelo. Essa é a mesma linha argumentativa adotada pelo ministro da Economia na quinta. Falando a investidores internacionais, Paulo Guedes pediu aos estrangeiros que sejam gentis com o Brasil porque eles destruíram as próprias florestas. Para o vice-presidente, a exploração da Amazônia deve seguir os parâmetros atuais da sociedade, focando na Bioeconomia. Hamilton Mourão diz que os organismos internacionais não se importam com reais problemas da região. Mourão disse ainda que os povos indígenas querem explorar suas regiões mas são impedidos pois, segundo o vice-presidente, são tratados como animais em zoológico. Nesta sexta, o Inpe divulgou que os alertas de desmatamento na Amazônia subiram 34,5% em um ano — o maior valor dos últimos cinco anos. No período entre agosto de 2018 a julho de 2019, o Inpe apontou que a Amazônia perdeu mais de 10 mil km² de floresta. (Com informações da Jovem Pan)

Produção de veículos cai 36% em julho em relação ao mesmo mês de 2019

Em: 07/08/2020
P40G-IMG-90cc6aa17f640f4a17f.jpg
Foto: Ilustração
A produção de veículos no país caiu 36,2% em julho na comparação com o mesmo mês de 2019, ao passar de 267 mil unidades para 170,3 mil. Na comparação com junho, quando foram produzidos 98,4 mil, houve aumento de 73%. No acumulado do ano, a produção de novos veículos registrou queda de 48,3%, com 899,6 mil unidades ante as 1.741,3 mil do mesmo período do ano anterior. De acordo com o presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Luis Carlos Moraes, que divulgou os dados hoje (7), a produção das fábricas que estavam paradas devido à pandemia de covid-19 foi retomada no mês de julho e praticamente todas as montadoras voltaram a produzir, mesmo que em um ritmo diferente. Segundo a Anfavea, as vendas em julho chegaram a 174,5 mil veículos, um aumento de 31,4% em relação a junho. Na comparação com julho de 2019, quando as vendas atingiram as 243,6 mil unidades, houve queda de 28,4%. No acumulado do ano também houve queda (-36,6%) ao passar de 1.551,8 mil carros vendidos para 983,3 mil. (ABr)

BB tem lucro líquido de R$ 3,2 bi no segundo trimestre, queda de 23,7%

Em: 06/08/2020
P40G-IMG-44be6b566c7f1bf03bc.jpg
Foto: Ilustração
O Banco do Brasil (BB) registrou lucro líquido de R$ 3,2 bilhões no segundo trimestre deste ano, resultado 23,7% menor do que em igual período de 2019 (R$ 4,2 bilhões). Os números foram divulgados hoje (6), em Brasília. No primeiro semestre, o lucro líquido somou R$ 6,413 bilhões, queda de 21,9% em relação ao mesmo período do ano passado. O lucro líquido ajustado, que não considera eventos extraordinários, chegou a R$ 6,7 bilhões no primeiro semestre de 2020, redução de 22,7% em relação a igual período de 2019. No primeiro semestre, o BB informou que realizou antecipação prudencial em suas provisões de crédito, que resultou em reforço de R$ 4 bilhões. No segundo trimestre, o lucro líquido ajustado chegou a R$ 3,3 bilhões, com recuo de 25,3% em relação ao mesmo período de 2019, quando foi registrado resultado de R$ 4,4 bilhões. Segundo o BB, apesar da queda do lucro, a geração de negócios permaneceu forte devido ao “crescimento da carteira de crédito com um mix adequado, o controle de gastos e a redução de despesas com risco legal”. O banco disse que os efeitos da pandemia sobre a economia implicaram na redução da demanda por produtos e serviços, o que impactou as receitas com prestação de serviços, tanto na comparação trimestral quanto na semestral. (ABr)

Produção industrial cresce 8,9% de maio para junho, diz IBGE

Em: 04/08/2020
P40G-IMG-14b81c28dda931f9044.jpg
Foto: Ilustração
A produção industrial brasileira cresceu 8,9% em junho deste ano, na comparação com maio. Essa é a segunda alta consecutiva do indicador, que já havia registrado expansão de 8,2% em maio. Foi também foi a maior taxa de crescimento desde junho de 2018 (12,5%). Apesar disso, a indústria brasileira ainda não conseguiu recuperar totalmente as perdas sofridas em março e abril, causadas pela pandemia da covid-19, quando o setor caiu 26,6%. Os dados são da Pesquisa Industrial Mensal, divulgada hoje (4), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Apesar da alta de maio para junho, a produção apresentou queda de 9% na comparação com junho de 2019. Houve ainda recuos de 10,9% no acumulado do ano e de 5,6% no acumulado de 12 meses. A alta de 8,9% na passagem de maio para junho foi puxada por 24 das 26 atividades industriais pesquisadas, em especial pela produção de veículos automotores, reboques e carrocerias, que teve um crescimento de 70% no mês. (ABr)

Mercado financeiro prevê redução da Selic para 2% ao ano nesta semana

Em: 03/08/2020
P40G-IMG-cea3cbfe6d047d93e27.jpg
Foto: Divulgação
O mercado financeiro espera que a taxa básica de juros, a Selic, seja reduzida de 2,25% para 2% ao ano, na reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco central (BC), marcada para esta terça e quarta-feira (4). Depois dessa redução, a expectativa é que não haja novas reduções da Selic neste ano. Para o final de 2021, a previsão é que a Selic esteja em 3% ao ano. No ano seguinte, a previsão é que a taxa chegue a 5% ao ano, e ao final de 2023, a 6% ao ano. Essas expectativas estão no boletim Focus, publicação divulgada semanalmente pelo Banco Central (BC), com estimativas para os principais indicadores econômicos. Quando o Copom reduz a Selic, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle da inflação e estimulando a atividade econômica. Quando o Copom aumenta a taxa básica de juros, o objetivo é conter a demanda aquecida e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. (ABr)
Facebook