Picos(PI), 07 de Dezembro de 2021
POLITICA EM PAUTA

Copom define taxa básica de juros nesta semana

Em: 06/12/2021
P40G-IMG-36ea3db694b8adb757f.jpg
Foto: Divulgação
O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) realiza nesta terça (7) e quarta-feira (8) a última reunião do ano para definir a taxa básica de juros, a Selic. Atualmente, a taxa está em 7,75% ao ano. Com a alta da inflação, a expectativa do mercado financeiro, consultado pelo BC, é que os juros básicos subam 1,5 ponto percentual para 9,25% ao ano. O atual ciclo de alta da Selic começou em março deste ano, quando a taxa subiu de 2% para 2,75% ao ano. A taxa básica de juros é usada nas negociações de títulos públicos emitidos pelo Tesouro Nacional no Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic) e serve de referência para as demais taxas da economia. É o principal instrumento do Banco Central para manter a inflação sob controle. O BC atua diariamente por meio de operações de mercado aberto – comprando e vendendo títulos públicos federais – para manter a taxa de juros próxima ao valor definido na reunião. Quando o Copom aumenta a taxa básica de juros, a finalidade é conter a demanda aquecida, e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. Ao reduzir a Selic, a tendência é de que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle da inflação e estimulando a atividade econômica. (ABr)

Alexandre de Moraes abre inquérito sobre live do presidente

Em: 04/12/2021
P40G-IMG-f42a142d6f0f52619bf.jpg
Foto: Divulgação
O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou hoje (3) a abertura de inquérito sobre a live do presidente Jair Bolsonaro, realizada em outubro, na qual foi compartilhada a informação sobre uma suposta relação entre as vacinas contra covid-19 e a Aids (síndrome da imunodeficiência adquirida, na sigla em inglês). No mesmo mês, a live foi retirada ao ar pelo Facebook por não existir essa relação. Na decisão, o ministro atendeu ao pedido de investigação feito pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia. Durante a tramitação do pedido, a Advocacia-Geral da União (AGU) argumentou que a CPI não tem capacidade postulatória e o presidente da República não pode sofrer medidas solicitadas pela comissão. A Procuradoria-Geral da República (PGR) também se manifestou no pedido e declarou que os fatos são objeto de apuração interna do órgão. (ABr)

Moro busca se descolar da terceira via e se consolidar como anti-Lula

Em: 01/12/2021
P40G-IMG-a2b458e1b7d0fc20618.jpg
Foto: Reprodução
Integrantes da campanha do ex-juiz Sergio Moro destacam que a estratégia no curto prazo é buscar se distanciar nas pesquisas dos candidatos da chamada terceira via para cada vez mais tentar se consolidar como o anti-Lula nas eleições de 2022. Nesse sentido, Moro deverá dizer nas conversas que terá com políticos que sua candidatura é pra valer e irá até o fim. Isso porque seus interlocutores já notaram que vem sendo levantado nos bastidores a possibilidade de ele desistir da candidatura presidencial em nome de uma composição com algum dos nomes da terceira via. Eles garantem, contudo, que isso não ocorrerá, que ele irá se candidatar, que é o que tem mais chances de derrotar Lula e que é o petista, e não Bolsonaro, seu principal alvo. Essa ideia inclusive já vem sendo feita nas suas redes sociais. De 30 posts publicados no último mês, dez são atacando Lula e nenhum atacando Bolsonaro. Há nessa estratégia a ideia de também atrair bolsonaristas arrependidos. A pré-campanha de Moro avalia que a mensagem que ele deve passar daqui em diante é de resgate de valores, algo que Bolsonaro usou nas eleições de 2018 mas, segundo aliados de Moro, não conseguiu entregar no seu mandato. Por isso, a linha da campanha de Moro até agora foi baseada nas teses bolsonaristas de 2018: reformas econômicas, liberalismo, segurança pública e, claro, combate à corrupção, que será sim sua principal bandeira. (Com informações de Caio Junqueira, da CNN Brasil)

PTB é uma página virada para Nerinho

Em: 30/11/2021
P40G-IMG-c77623ff2b3b7c4c92e.jpg
Foto: Gelimar Moura
O deputado estadual José Icemar Lavor Néri, o Nerinho (PTB) avalia convites de vários partidos. O mais recente partiu da direção regional do MDB. Mas o deputado pondera em razão da concorrência que teria na cidade de Picos, sua principal base eleitoral. No município, o MDB é dominado pelo deputado Severo Eulálio e o partido ainda conta em seus quadros com o deputado Pablo Santos, também com forte influência eleitoral na cidade, mesmo com seus liderados filiados a outras siglas. Sobraria pouco espaço para Nerinho. A única conclusão sobre o destino partidário é que o PTB já é página virada nos planos de Nerinho para 2022. (Com informações do colunista Elivaldo Barbosa)

Marcelo apresenta texto que limita emendas de relator

Em: 29/11/2021
P40G-IMG-e17241b70020f473a90.jpg
Foto: Divulgação
O senador Marcelo Castro (MDB-PI) protocolou, nesta segunda-feira (29), o relatório sobre mudanças das emendas de relator. O texto não crava números, mas determina que o valor não ultrapasse a soma das emendas individuais e das emendas impositivas. As emendas de bancada impositivas, de acordo com dados do relatório, correspondem a 1% da receita corrente líquida e as emendas individuais impositivas, a 1,2% da receita corrente líquida. Atualmente, entre os tipos de emendas, as de relator têm superado as demais. Somente para este ano, a previsão chega a R$ 30 bilhões. Apesar de defender a trava, Castro não comprou briga com outros parlamentares para impor o valor exato de limite das emendas de relator. De acordo com o texto do senador, o valor máximo será definido na Comissão Mista Orçamentária (CMO), desde que respeitado o limite das outras emendas. A comissão deve se reunir na próxima semana. Nesta segunda, vários senadores ligaram para o relator para tirar dúvidas e apresentar sugestões. Para o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), as emendas de relator devem ser limitadas a 1% do total das despesas discricionárias da Lei Orçamentária Anual. Já para senadores, como Álvaro Dias (Podemos-PR), as emendas deveriam deixar de existir. (Com informações da CNN Brasil)

Sabatina de Mendonça deve ocorrer na semana do esforço concentrado

Em: 25/11/2021
P40G-IMG-8ac570b4c0a12f18079.jpg
Foto: Agência Brasil
O presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Davi Alcolumbre (DEM-AP), indicou ontem, 24, que o colegiado fará a sabatina do ex-advogado-geral da União André Mendonça, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para o Supremo Tribunal Federal (STF), na semana que vem, período do esforço concentrado designado pelo presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (PSD-MG). A data não foi anunciada, mas o comandante da CCJ deve anunciar um calendário nos próximos dias. O parlamentar do DEM também precisa designar o relator da indicação de Mendonça – oito senadores disputam a condição. Alcolumbre trava a sabatina de Mendonça há mais de quatro meses – ele foi escolhido por Bolsonaro no dia 13 de julho. No início da sessão, o presidente da CCJ se manifestou sobre o assunto e afirmou que tem a prerrogativa de elaborar a pauta do colegiado. (Com informações da Jovem Pan)

Júlio Arcoverde nega divergências entre parlamentares do Progressistas

Em: 24/11/2021
P40G-IMG-07b07e5365615976e24.jpg
Foto: Gelimar Moura
O presidente estadual do Progressistas, deputado Júlio Arcoverde, negou a existência de divergências entre parlamentares da sigla a respeito da distribuição de bases eleitorais para a disputa de 2022. A declaração foi dada em resposta à possibilidade, ventilada nos últimos dias, de saída de parlamentares do partido, como B.Sá Filho, que estaria insatisfeito com a postura da direção. “O Progressistas é uma grande família, e como uma grande família tem algumas divergências, mas nada que não possa ser solucionado dentro de casa”, disse Júlio Arcoverde, ao ressaltar que a situação envolvendo o grupo político de B.Sá já está pacificada. Mais cedo, B.Sá também minimizou a situação envolvendo a relação com direção do Progressistas. Júlio Arcoverde também destacou que o Progressistas também trabalha para atrair lideranças para fortalecer as chapas para a disputa eleitoral de 2022. Segundo ele, nomes que estão na base do governador Wellington Dias (PT) atualmente podem migrar para oposição. (Com informações do Portal Cidade Verde)

PSDB contrata nova empresa para prosseguir com prévias

Em: 23/11/2021
P40G-IMG-8a830a79b3a71097527.jpg
Foto: Ilustração
Após a confusão na votação do último domingo (21), o PSDB contratou, nesta terça-feira (23), uma nova empresa, a Relatasoft, para viabilizar a conclusão das prévias. A empresa tem até oito horas para criar um novo sistema e, se isso acontecer, os técnicos dos três candidatos – Arthur Virgílio, João Doria e Eduardo Leite – poderão fazer testes na nova ferramenta. Depois disso, a desenvolvedora terá mais quatro horas para resolver eventuais problemas no sistema. Se aprovado depois de todos os testes, em até 18 horas, o aplicativo estará pronto para que o partido possa retomar as eleições. O PSDB informa que o contrato com Fundação de Apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Faurgs), que criou o aplicativo usado no domingo, não foi cancelado. Os representantes da fundação estão reunidos com as equipes dos candidatos para explicar os problemas do último domingo. Não está descartada a possibilidade de a votação ser concluída com o uso do primeiro aplicativo, se a Faurgs garantir estabilidade e segurança ao sistema para a continuação do processo. Se o PSDB resolver manter o aplicativo que teve problemas, a nova empresa contratada, a Relatasoft, ficará como garantidora do processo de votação. (Com informações da CNN Brasil)
Facebook