Picos(PI), 07 de Dezembro de 2021

Matéria / Geral

Comissão Nacional suspende cautelarmente eleição para presidência da OAB-PI

16/10/2021 - Redação

Imprimir matéria
P40G-IMG-2d2f5348d8f3d4f2a5.jpg (Foto: Ascom OAB)
P40G-IMG-2d2f5348d8f3d4f2a5.jpg (Foto: Ascom OAB)

A Comissão Eleitoral Nacional do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) suspendeu cautelarmente, nesta sexta-feira (15), o processo eleitoral para a presidência da OAB seccional Piauí. A informação foi confirmada pela advogada Geórgia Nunes,  autora da representação junto ao também advogado e pré-candidato, Raimundo Junior.

O requerimento impetrado por Geórgia Nunes e Raimundo Junior aponta a existência de irregularidades no ato de convocação de candidatos por parte da gestão do presidente da OAB-PI, Celso Barros Neto, que é pré-candidato à reeleição.
 
No documento, os advogados argumentaram sobre a inobservância dos prazos contidos no provimento e acusaram Celso Barros Neto de ter instituído a Comissão Eleitoral para a condução da eleição de maneira “unilateral”, sem ouvir os demais conselheiros da Ordem.

Até a segunda-feira (18),  o presidente da OAB-PI deverá ser ouvido pelo Conselho Eleitoral Nacional para prestar esclarecimentos sobre a situação. Na data, o grupo se reunirá novamente para deliberar sobre a decisão. 

Ouvido pelo Cidadeverde.com, o presidente da Comissão Eleitoral  da OAB-PI, Antônio Wilson Soares, informou que ainda não foi notificado e que só poderia comentar sobre, após receber a informação oficialmente. 

A direção da OAB Piauí informou que não foi intimida e nem notificada formalmente pela Comissão Eleitoral Nacional, até o momento.

 

Cidade Verde

Facebook