Picos(PI), 20 de Maio de 2022

Matéria / Polícia

Quatro detentas foram vítimas de policial em Picos, aponta delegada

12/05/2022 - Jesika Mayara

Imprimir matéria
P40G-IMG-19e7a4177b7dce953b.jpg (Foto: Canabrava News)
P40G-IMG-19e7a4177b7dce953b.jpg (Foto: Canabrava News)

O inquérito que culminou com a prisão do policial penal J.P. de O., em Picos, segue em andamento. A prisão aconteceu nesta quarta-feira, 11 de maio.

De acordo com a titular da Delegacia de Defesa dos Direitos da Mulher de Picos (DEAM), Rubianny Nunes, o mesmo foi preso enquanto estava cumprindo plantão na Penitenciária Feminina Regional Adalberto de Moura Santos.

“A prisão foi tranquila, ele cooperou, já havia sido ouvido em outras ocasiões e negou as acusações e continuou a cometer o crime. Ele encontra-se preso e seguirá a disposição da justiça”, disse a delegada.

A investigações começaram em meados de agosto, após uma das vítimas do policial, que já era egressa do sistema prisional, procurou a delegacia e registrou um Boletim de Ocorrência para noticiar os fatos. Diante desse fato, foi instaurado um inquérito policial.

Ainda de acordo com a delegada, ao menos quatro detentas teriam sido vítimas do acusado, que praticava os atos de tortura as colocando de joelho no piso de cimento por meia hora.

As investigações apontaram ainda que, os abusos sexuais aconteciam no alojamento policial e na sala da OAB, além disso, o policial tinha acesso ao sistema de câmeras de segurança da penitenciária.

 

Facebook