Picos(PI), 21 de Outubro de 2018

Matéria / Cidades

Piauí concentra 481 focos de incêndio em 36 municípios

O estado tem quase 100% do seu território com riscos de queimada

02/08/2018 - Jesika Mayara

Imprimir matéria
P40G-IMG-c59175c2b0b9525a800.jpg (Foto: Reprodução/Internet)
P40G-IMG-c59175c2b0b9525a800.jpg (Foto: Reprodução/Internet)

Além de ter quase 100% de seu território com alto risco de queimadas, o Piauí também apresenta outro dado preocupante no que respeita ao período mais quente do ano: o Estado possui atualmente 481 focos de incêndio em áreas urbanas e rurais, sendo que mais da metade está concentrada em apenas seis municípios. Ao todo, há registro de focos de incêndio em 36 cidades piauienses.

Os dados constam no relatório de monitoramento por satélite, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), e revelam que a cidade de Colônia do Gurgueia, a 479 Km de Teresina, é a que mais concentra focos de incêndio em todo o território piauiense: são 94 focos no município, o que corresponde a 19,5% do total registrado no Estado.

Junto com Sebastião Leal (47 focos), Ribeiro Gonçalves (41 focos), Floriano (37 focos), Uruçuí (35 focos) e Antônio Almeida (27 focos), o município de Colônia do Gurgueia concentra mais da metade da quantidade de focos de incêndio registrados no Piauí nesta sexta-feira (27). Além de figurar como a cidade com a maior quantidade de incêndios e queimadas por metro quadrado no Piauí, Colônia do Gurgueia também aparece na lista dos municípios com o maior risco de fogo do país.

Por outro lado, à medida que se aproxima da Capital Piauiense, a quantidade de focos por quilômetro percorrido vai diminuindo. Teresina, por exemplo, concentra apenas 0,2% do total de pontos de queimada registrados pelo Inpe, possuindo apenas um foco na zona Rural. Assim como a Capital, as cidades de São João do Piauí, São João da Canabrava, Nazaré do Piauí, Miguel Alves, Elesbão Veloso, Canavieira, Barras e Arraial também apresentam somente um ponto de queimada no dia de hoje.

Bombeiros alertam para cuidados

Atendendo uma média de 334 ocorrências no decorrer deste mês, sendo 76 delas em vegetação aberta e 114 em terrenos baldios, o Corpo de Bombeiros do Piauí alerta a população para atitudes simples e que podem evitar a formação de focos de incêndio e chamas fora de controle.

“As pessoas tem a cultura de queimar entulho e de queimar a vegetação para preparo do solo e essas são práticas que não devem ser adotadas nesse período quente. Evitar também jogar lixo em local inapropriado, não jogar baganas de cigarro no chão e fazer a capina dos terrenos de maneira correta”, alerta a major Nájra Nunes, porta-voz do Corpo de Bombeiros.

Facebook