Picos(PI), 17 de Novembro de 2018

Matéria / Geral

INSS registra nove mil suspeitas de fraudes no Piauí

Os dados preocupantes levaram a instituição a tomar medidas de segurança para evitar novos casos

13/09/2018 - Jesika Mayara

Imprimir matéria
P40G-IMG-2bc9fcf05da5611e21.jpg Segurado que suspeitar de fraude pode se dirigir a qualquer agência do INSS ou à Delegacia do Idoso (Foto: Arquivo/ODIA)
P40G-IMG-2bc9fcf05da5611e21.jpg Segurado que suspeitar de fraude pode se dirigir a qualquer agência do INSS ou à Delegacia do Idoso (Foto: Arquivo/ODIA)

O Instituto Nacional do Seguro Social no Piauí (INSS-PI) registrou mais de 9 mil suspeitas de fraudes de descontos de empréstimos consignados em benefícios somente este ano. Os dados preocupantes levaram a instituição a tomar medidas de segurança para evitar novos casos.

Segundo João Ricardo Linhares, gerente de Atendimento do INSS-PI, a mudança ocorrida no órgão diz respeito à apuração administrativa de supostas fraudes com empréstimo consignado. Existe uma ação civil pública no estado do Pará, desde 2008, que permite ao assegurado do INSS alegar que o empréstimo não foi contratado e, a partir disso, é aberta uma ocorrência administrativa para apuração do fato.

“Antigamente, quando era apresentada essa demanda, o INSS suspendia o desconto do empréstimo consignado e liberava automaticamente a margem de empréstimo para o segurado. O que mudou foi que, sob alegação de alguns bancos e para tornar a operação mais segura, o INSS suspende o desconto, mantendo essa margem bloqueada até o resultado da apuração”, explica, acrescentando que a apuração do caso pode levar até 120 dias.


Caso seja confirmada a fraude na realização do empréstimo consignado, são adotadas as medidas cabíveis para que o dinheiro descontado indevidamente seja restituído. Por outro lado, se for constatado que o segurado realizou o empréstimo que alegava não ter contratado, o desconto volta a ser feito, sem maiores problemas.

João Ricardo Linhares afirma ainda que esta mudança gera uma operação financeira mais segura, tanto para o segurando quanto aos bancos. “Isso deve impactar na redução das taxas de juros, tendo os segurados a oportunidade de empréstimos com juros mais baratos”, conclui.

Como o segurado deve agir caso constate fraude

O gerente de Atendimento do INSS-PI, João Ricardo Linhares, explica que, caso o segurado perceba um desconto indevido no seu benefício, ele deve se dirigir a qualquer agência do INSS alegando a fraude do empréstimo consignado ou se dirigir até a Delegacia do Idoso, onde uma equipe do INSS está à disposição para atender estes casos. Ele precisa levar apenas os documentos pessoais.

 

Fonte: Portal O Dia

Facebook