Picos(PI), 17 de Agosto de 2019

Matéria / Espaço Ecumênico

CNBB lança campanha da fraternidade com tema sobre políticas públicas

A Campanha da Fraternidade 2019 tem como tema "Fraternidade e Políticas Públicas"

06/03/2019 - Redação

Imprimir matéria
P40G-IMG-718450826e844c27ca.jpg (Foto: Reprodução)
P40G-IMG-718450826e844c27ca.jpg (Foto: Reprodução)

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) lança nesta quarta-feira, 6, em Brasília, a Campanha da Fraternidade 2019, com tema "Fraternidade e Políticas Públicas". A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, participa do evento realizado na sede provisória da CNBB no período da manhã. Na abertura do evento, o bispo auxiliar e secretário-geral, Dom Leonardo Steiner, leu a mensagem enviada pelo Papa Francisco para a campanha no Brasil. 

"Todas as pessoas e instituições devem se sentir protagonistas das iniciativas e ações que promovam o conjunto das condições de vida social que permitem aos indivíduos, famílias e associações alcançar mais plena e facilmente a própria perfeição", diz a mensagem vinda do Vaticano. 

Steiner reforçou que o tema da campanha foi escolhido há mais de dois anos, entre 80 sugestões. "Para que nós todos nos preocupássemos com o Brasil, com as pessoas que vivem quase à margem da nossa sociedade", afirmou o bispo auxiliar. "Sabemos que as políticas são responsabilidade de Estado e governos", ressaltou. "Queremos dar nossa contribuição com a nossa reflexão A sociedade brasileira está necessitada de diálogo e de paz", disse. 

A representante do Conselho Nacional de Saúde Vânia Lúcia Ferreira Leite fez uma crítica ao sucateamento do Sistema Único de Saúde (SUS). 

Ela citou a Emenda Constitucional 95 que pode comprometer o financiamento do sistema. A mesma emenda também foi criticada por Gilberto Vieira dos Santos, secretário-adjunto do Conselho Indigenista Missionário, que citou a necessidade de políticas públicas para os povos indígenas.

Fonte: Estadão Conteúdo

Facebook