Picos(PI), 22 de Março de 2019

Matéria / Saúde

Vigilância epidemiológica de Picos notifica casos suspeitos de caxumba

Quatro funcionários de uma mesma empresa podem estar infectados com a doença

13/03/2019 - Redação

Imprimir matéria
P40G-IMG-819d722cbab74ff409.jpg (Foto: Reprodução)
P40G-IMG-819d722cbab74ff409.jpg (Foto: Reprodução)

A Vigilância Epidemiológica de Picos, foi notificada da suspeita de casos suspeitos de caxumba no município.

De acordo com o coordenador da pasta, Robsoncley Viana, os pacientes são funcionários de uma empresa localizada no centro da cidade.

“Estamos fazendo o levantamento dos casos, para confirmar ou descartar a doença. E assim implementar medidas de bloqueio da transmissão, entre os funcionários e na comunidade onde os mesmos residem. A caxumba é uma infecção viral aguda de contagio por vias aéreas”, disse o enfermeiro.

Uma das medidas a serem tomadas é a vacinação, em pessoas adultas que ainda não forma vacinadas quando criança. Os insumos estão disponíveis nos postos de vacinação do município para todos.

“Qualquer pessoa pode procurar pela vacina, que é a tríplice viral que imuniza contra o sarampo, rubéola e caxumba. Vamos tomar medidas a fim de evitar um surto no município”, explicou o coordenador.

A doença

Caxumba é uma infecção viral que afeta as glândulas parótidas – um dos três pares de glândulas que produzem saliva. As parótidas estão situadas entre suas orelhas e à frente delas. Contudo, também pode afetar as glândulas submandibulares e sublinguais, todas próximas dos ouvidos.

As complicações da caxumba são raras, e geralmente acontecem quando a pessoa contrai a doença na vida adulta. Não há tratamento específico para caxumba, por isso é importante prevenir seu aparecimento com a vacinação.

Os principais sintomas da doença são febre, dor na face e aumento do volume das glândulas salivares. Ela também pode provocar dor no corpo e na cabeça. Complicações mais graves são raras, mas podem ocorrer, entre elas inflamação nos testículos (orquite), inflamação nos ovários (ooforite) em mulheres acima de 15 anos, inflamação do pâncreas (pancreatite) e inflamação que envolve cérebro e meninges (meningoencefalite).

A caxumba é causada por um vírus, que se espalha de pessoa para pessoa por meio de saliva infectada. Se você não tomou a vacina, pode contrair caxumba ao conversar muito próximo da pessoa infectada, beijá-la ou então compartilhar utensílios como talheres, copos e pratos.

Facebook