Picos(PI), 01 de Outubro de 2020

Matéria / Geral

Mais de 437 mil famílias piauienses já podem sacar o Bolsa Família de fevereiro

Ao todo, 45 milhões de brasileiros devem ser atendidos pelo programa este mês. Só aqui no Estado, o pagamento chegará a R$ 93 milhões.

13/02/2020 - Redação

Imprimir matéria
P40G-IMG-c8fa087b67f8c2592d.jpg (Foto: Assis Fernandes/O Dia)
P40G-IMG-c8fa087b67f8c2592d.jpg (Foto: Assis Fernandes/O Dia)

Começou ontem (12) o pagamento escalonado do Bolsa Família aos beneficiários do programa em todo o país e aqui no Piauí 437.140 famílias poderão sacar o benefício. O montante a ser recebido pelas famílias de baixa renda no Estado chega a R$ 93,03 milhões, segundo os dados do Ministério da Cidadania. O valor médio do benefício pago a um beneficiário piauiense é de R$ 212,82.

O programa atende famílias em condições de extrema pobreza, com renda mensal de até R$ 89 por pessoa; ou cuja renda per capita esteja entre R$ 89,01 e R$ 178, desde que tenham crianças ou adolescentes de 0 a 17 anos. Em fevereiro, o Bolsa Família deverá ser pago a cerca de 45 milhões de brasileiros que estão dentro da faixa de vulnerabilidade de renda.

Na semana passada, a coordenação do programa no Piauí havia informado que pelo menos 30 mil famílias haviam sido descredenciadas por deixarem de ter direito de receber o benefício no estado. Isso se deu em razão de descumprimento das exigências cadastrais estabelecidas pelo Governo Federal para concessão do valor mensal.

“Em janeiro, nós tivemos apenas 86 novas concessões do Bolsa Família aqui no Piauí, um número baixo se comparado com o total de descredenciamentos registrados”, explicou Roberto Oliveira, coordenador do programa no Estado.

Para integrar o programa, o responsável pela família deve procurar um Centro de Referência de Assistência Social (Cras) ou um posto de atendimento do Bolsa Família no município. É necessário levar documentos de identificação pessoal, como carteira de identidade ou carteira de motorista e certidão de nascimento de todas as pessoas que vivem na residência.

 

Portal O Dia

Facebook