Picos(PI), 14 de Agosto de 2020

Matéria / Política

Com duras críticas a Walmir, vereadores engrossam fileiras da oposição

Hugo Victor e Evandro Paturi oficializaram nessa quinta o desembarque da base do prefeito Picos na Câmara

31/07/2020 - Redação

Imprimir matéria
P40G-IMG-ba3f3fa6140e779b0d.jpg (Foto: Facebook)
P40G-IMG-ba3f3fa6140e779b0d.jpg (Foto: Facebook)

Por João Paulo Leal – Da Redação

Os vereadores Hugo Victor Saunders Martins (MDB), atual presidente da Câmara e Evandro Lima de Moraes, o Evandro Paturi (MDB), estrearam na bancada de oposição durante a sessão dessa quinta-feira, dia 30, da Câmara Municipal de Picos. Os parlamentares, ao usarem a tribuna, teceram duras críticas ao prefeito do município, José Walmir de Lima (PT), ex-vigário de São José Operário.

Na última segunda-feira, dia 27, o prefeito Walmir Lima anunciou de maneira unilateral o seu rompimento com o pré-candidato a prefeito Francisco da Costa Araújo Filho, o Araujinho (PT) e, consequentemente, com todas as lideranças que decidiram seguir apoiando a candidatura do empresário. Desde então o prefeito vem ameaçando todos os vereadores e pré-candidatos a vereador que mantém indicações de cargos na Prefeitura. 

Mas até o momento, de acordo com o Diário Oficial, apenas os vereadores Hugo Victor e Evandro Paturi foram penalizados. Com portarias assinadas ainda na segunda-feira, Walmir Lima exonerou da Secretaria do Trabalho e Assistência Social, a mãe de Hugo Victor, Maria da Glória Saunders Martins e da Secretaria de Obras, Habitação e Urbanismo, o indicado de Paturi, Weslley da Silva Barros Bezerra.

Durante os discursos dos dois vereadores, o nome do prefeito Walmir Lima foi trocado diversas vezes por adjetivos ou substantivos como judas, ingrato, mesquinho, imprudente, covarde, arrogante, aproveitador, canalha, ridículo, prepotente, perseguidor, despreparado e outros.

Evandro Paturi, que por muito tempo foi considerado um dos aliados mais fiéis de Walmir, destacou que a história vai reservar um triste capítulo ao prefeito de Picos. Já Hugo Victor, que articulou o apoio do PMDB à reeleição do atual mandatário em 2016, disse que o partido foi traído por Walmir Lima. Contudo, ele confessa que se sente aliviado com o rompimento, pois o desgaste e a rejeição do prefeito, comprovados em pesquisas de opinião, estavam incomodando o grupo que defende a pré-candidatura de Araujinho. “Mas felizmente está bem perto dele sair. E vai sair sozinho. Só será lembrado como o pior prefeito de Picos” – declarou Hugo Victor.

Facebook