Picos(PI), 22 de Julho de 2019

Matéria / Esporte

Brasil constrói vantagem, mas Austrália vira jogo e vence primeira na Copa do Mundo

14/06/2019 - Redação

Imprimir matéria
P40G-IMG-c02410752e27b974b5.jpg (Foto: divulgação/FIFA)
P40G-IMG-c02410752e27b974b5.jpg (Foto: divulgação/FIFA)

Com moral, pela vitória na estreia, o Brasil veio embalado no primeiro tempo contra uma Austrália que precisava vencer, pois havia perdido na primeira rodada. O Brasil dominou as ações no primeiro tempo e saiu de campo com a vitória em 2 a 1. 

Mas com um segundo tempo sem Marta, sem formiga e minutos depois sem Cristiane o Brasil viu a Austrália vira o jogo em 3 a 2 e conquistando os primeiros três pontos da competição. Esse resultado deixou a decisão da clasificação brasileira para última rodada. Amanhã (14) a Itália entra em campo contra a Jamaica e caso vença, as italianas garantem vagam e vão para última rodada, contra o Brasil, já classificadas. Na última rodada, a Austrália enfrenta a Jamaica buscando também uma vaga como segunda do grupo. 

Duas vezes VAR
No primeiro tempo da partida, o VAR foi acionado duas vezes. No primeiro lance, foi analisado o possível pênalti de na atacante. Na revisão do lance, o VAR indicou que a árbitra analisasse, antes do lance de pênalti, o lance que gerou a jogada de ataque em que acabou carregando a bola com a mão. 

Minutos depois, Leticia Santos foi puxada na área por Kellond-Knight, o pênalti foi marcado, o VAR revisou e confirmou a marcação da árbitra suíça Esther Staubli. 

Jogo coletivo, caneta e novas marcas
O Brasil foi melhor em todo segundo tempo. No toque de bola e o crescimento do jogo coletivo, a seleção saiu de campo com dois gols contra um da Austrália. Aos 27 minutos, Marta marcou de pênalti. 

Aos 38 minutos, na lateral esquerda, Tamires deu caneta na marcadora, tocou para Debinha avançar e cruzar para Cristiane. A atacante se antecipou e cabeceou para o fundo do gol. 

Com o primeiro gol, a Marta chegou a 16 gols em Copas do Mundo, mesma marca de Klose, e única a marcar em cinco Copas. Cristiane chegou a 11 gols em Mundial. 

Insistência no jogo aéreo 
Sem conseguir criar muitas jogadas de ataque, a Austrália investia no jogo aéreo, ponto forte da seleção. Foi assim, que nos acréscimos, a seleção australiana chegou gol no final do primeiro tempo, com cruzamento para área, desvio de cabeça de Logarzo e Foord empurrou para o gol. 

Reviravolta
No segundo tempo, Marta e Formiga não voltaram para o jogo. Seguindo com as insistentes jogadas na aera, a seleção australiana empatou a partida aos com cruzamento de Logarzo, sem desvio, comemorou o gol de empate. 

Gol contra. Gol da virada
O terceiro VAR do jogo veio aos 21 minutos quando o desvio de Monica tomou a direção do gol. O lance foi revisado, a árbitra foi até o vídeo e desconsiderou a interferência de no gol, validando o gol contra de Monica e confirmando a virada da Austrália. 

Mais um VAR?
Na quarta participação do VAR no jogo foi analisado um puxão em Andressa Alves dentro da área. A arbitragem de vídeo considerou como lance normal e deixou o jogo seguir sem a revisão da árbitra. 
 

Facebook